(Re)descobrindo a esposa.


Click to this video!


Agora vou falar um pouco sobre os desdobramentos do meu relato anterior.
Após o momento delicioso com minha sobrinha, voltei para casa com a cabeça a mil e o tesão lá em cima. Afinal, apesar de ter uma esposa maravilhosa, agora eu poderia ter excelentes momentos com minha sobrinha Sarah.
Chegando em casa, encontro Sílvia e sua amiga Diana conversando e sorrindo muito. Afinal, que mulher não sorri após um dia de compras? Diana estava esperando o marido, que iria buscá-la a noite após o serviço. Conversamos um pouco e eu fui para o banho, para (tentar) esfriar um pouco a(s) cabeça(s). Saio do banheiro e, como Diana não tinha ido embora ainda, ofereço para preparar uma caipirinha para elas, o que foi prontamente aceito. Enquanto preparo, fico observando as duas amigas e reparando o quanto são bonitas. Minha esposa, como já disse antes, é uma mulata com todas as curvas que tem direito. Já Diana é branquinha, gordinha, tem um rosto lindo, cabelos pretos na altura do pescoço, não tem bunda grande, o que é compensado pelos seios, que são enormes... e lindos. Sílvia e Diana são amigas de longa data, e após Diana se casar (há cerca de um ano atrás), começamos a sair juntos, os dois casais. Levo a capirinha para as duas e ficamos conversando. Eu observava minha esposa falar e imaginava o quanto o nosso sexo havia se tornado monótono, mas estava decidido a mudar isso. Quando Sílvia se levantou para ir na cozinha preparar uma tábua de frios, eu pedi licença para Diana e fui atrás. Cheguei abraçando-a por trás, encoxando minha esposa e passando a mão nas suas coxas, sussurrando que ela era muito gostosa.
- "Está louco, Marcos? A Diana pode ver..."
- "Ora,o que tem de mais? Se isso acontecer, ela verá um marido bolinando a esposa gostosa dele. Olhe como estou..." Mostrei meu pau, que já começava a endurecer.
Sílvia gostou e deu um sorriso sacana, mas disse que era melhor voltarmos para a copa e fazer companhia a Diana. Voltei, mas fiquei ao lado de minha esposa. Enquanto conversávamos, eu abraçava, beijava e alisava levemente as pernas de Sílvia, que estava gostando, embora um pouco incomodada com minha ousadia na frente da amiga. E Diana, que não era nada boba, observava tudo com seus lindos olhos verdes. Até que pediu uma toalha para poder tomar um banho, pois estava um calor infernal. Mal Diana foi ao banheiro, eu avancei sobre minha esposa, beijando sua boca e tocando seus peitos. Sílvia correspondeu com um beijo quente e com suas mãos que buscaram meu pau duro no short. Desci minha boca, concentrando no pescoço, o que fez Sílvia arrepiar. Continuei a descer, levantei a blusa e cheguei nos seios gostosos de minha mulher. Sílvia adorava e gemia como uma cadelinha. Concentrei as chupadas nos mamilos, intercalando mordidinhas com leves beliscões, que faziam Sílvia gemer mais e mais. Foi quando resolvi descer e chupar a buceta melada, fazendo Sílvia se contorcer de tesão. Com a língua eu explorava seus grandes lábios e com os dentes mordiscava o clitóris, deixando Sílvia ainda mais louca.
Então, quando decido tirar o short para comer aquela buceta melada, Sílvia se recusa.
- "Não amor, Diana já deve estar voltando"
- "Mas você não está gostando?
- "Demais, mas não podemos agora" respondeu com cara de safada.
Não satisfeito com a resposta, eu pego firmemente em seus ombros e os forço para baixo, não dando outra opção para minha esposa que não fosse se ajoelhar. Ajoelhada, Sílvia começou uma gostosa punheta, enquanto chupava minhas bolas. Logo sua boca sai do saco, percorre toda a extensão e abocanha meu pau, em uma chupada vigorosa.
- "Que delícia cadelinha, hoje você está muito tesuda." eu falava em meio a gemidos. Sílvia continuava a me sugar e apertar minhas bolas, até tirar a boca do pau duro e dizer:
- "Vai meu puto, enche a boca de sua cadelinha de porra!" Ouvindo isso gozei imediatamente na boca de minha putinha, que sugava tudo como uma garotinha obediente. Olho para ela e o que vejo? Uma mulher com um pouco de porra escorrendo no canto da boca e com uma cara sacana de puta. Que tesão!
Então quando olho em direção ao banheiro, uma surpresa. Vejo Diana olhando para nós, com as mãos por dentro da blusa apertando seus seios grandes. Percebendo meu olhar, Diana se vira e entra novamente no banheiro. Resolvo não contar isso para Silvia, para não dar criar um clima estranho entre elas. Então nos arrumamos esperamos Diana sair do banheiro. Ela sai como se nada tivesse acontecido (ainda bem, pensei) e fica conversando normalmente conosco, até seu marido chegar. Conversando normalmente em termos, pois eu percebi que ela frequentemente lançava olhares penetrantes tanto em mim quanto em Sílvia, que provavelmente não percebia nada.
Após Diana ir embora, fui "atacado" pela minha esposa, que transou como uma devassa. Não vou dar detalhes desta foda para não me alongar demais no relato. No pós-sexo perguntei porque ela estava assim. Sílvia respondeu que os sarros na frente de Diana e a possibilidade de ser pega a deixaram com muito tesão.
Foi aí que eu percebi que a monotonia havia transformado nosso sexo em um sexo robótico, sem vida. E a partir deste dia sempre procurei fazer algo diferente com Sílvia, que se envolvia mais e mais, e adorava.
E eu, para satisfazer Sílvia, buscava inspiração em outros cantos, se é que me entendem. As próximas semanas foram muito proveitosas, com Sílvia, com um reencontro com minha sobrinha e com um delicioso telefonema que eu recebi, mas que só falarei em futuros relatos.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


53846 - Almoço com a sobrinha - Categoria: Traição/Corno - Votos: 6
56613 - Diana, de amiga a amante - Categoria: Traição/Corno - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil misterlips
misterlips

Nome do conto:
(Re)descobrindo a esposa.

Codigo do conto:
54112

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
28/09/2014

Quant.de Votos:
2

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


familia sacana "tomando banho com papai"Contos eroticoszoofilia gravidasconto erótico com motoristas de onibus urbanoconto erótico parte 3www.contos dei a bucetinha pro meu tio no incestoConto erotico de flanelinha em estacionamentoconto erotico meu.comprimo tirou minha virgindadechupei meu irmao contosporno em quatrinho de sobrinho come tinha e primacontos eróticos de fardados gaysconto erotico di corno de velhopelada de 4 e meu filho viu contocontos eroticos yago safadinhos contos parecidoscontos eroticos refen do prazerx esposa confessa que traiu marido com um payzudo na frente deleconto eroticos com padrastoMe insinuei para meu genro da rola grande contos femininoconto eurotico gay rabaocomto erotico levi minha esposa no puteiro e ela acabou fazendo programa piranharelatos esposa metendo eo corno dormindocontos eroticos gostosa de camisola e a rola grossahq porno irmãosquadrinho real de sexo com o vovôcomendo a chapada conto eroticoconto erotico no cuzinho da garotinhacontos eroticos mariano baccardihomem escroto excitado gozando gemendo no grelo pra caralhoconto erotico a forçaflanelinha contoscontos incesto meu filho machucadocontos / traindo o marido com o vizinho negao parte finalcontoseroticos minha mulher de o cuzinho para o capataz roludoconto erótico de gay fudendo com desconhecido na rua de madrugada vaninha coroa gostosa conto erotico com fotoos peitinhos da minha filha nascendo contoscontos eróticos pescaria com sogro pirocudofui me confessar e padre roludo me fodeu gostoso contoLoirinho novinho pausudo chegando da peladagravidas tarada traindo maridoFoto pornô padrinho tanzâ com afilhadaarrumei serviço para meu concunhado para comer a minha cunhada vídeo pornô contos eróticossexo na grécia antiga hqver vídeo pornô gay gay hétero tirando a virgindade do seu cunhadinho a forçasainha pra admirar lesbicas contoscontos erotico estrupo loira esculturalconto erotico perdi a virgindade do cu fotosajudado pela esposa,cunhado pauzudo fode a sogra,contos e relatos eroticosnegrinha pretinha libera a cotinha virgecontos eroticos colegial sendo arrombada por professorxvideo molheno boracoContos porno gay chiquititasContos eroticos fui fodida pelo montador pauzudoconto familia da esposa nudistaconto erótico peguei a marcilenecontos eroticos de lendo contos eroticos no computador femininoconto de erotico melhor amigo hetero e gay videoloira do ônibus contos eróticosxvideos.mobile.com/quarentao e cinquetao gozandomae sente tesao na filhaconto erotico cumplicidadeconto erotico esposa putafui na casa da minha cunhada para buscar ela mas ela pediu para mim levantar o zíper do vestido dela o que aconteceudoce nanda contos eroticoswww.contos dei a bucetinha pro meu tio no incestoMulher chora de dor na buceta uma jigantão meteu nô fundo da buceta dela sexo e vidiosamadoras chorou quando pediu pro namorado enfiar so a cabecinha na boca dela mas ele enfiou a rola na garganta e ela engasgoucontos veridico de incesto tirando o cabaco do cunhadinho bem dotadovídeo erótico com açougueiro bombadocontos eroticos madrasta evangelicacontos eroticos yago safadinhos contos parecidosquadrinhos eroticos bunduda divorciadaconto erótico meu marido ê minha femia e meu veadocontoeroticoburrocasada safada dupla contono conto erotico melho tramsa d minha vida foi com minha mae e minha tiacontos eroticos goza dentro no fundo da minha bucetacontos eroticos gay muay thai